quarta-feira novembro 2, 2011 17:14

Amor infinito

Posted by marcos-admin

Soneto de Fidelidade

De tudo ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.

Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento

E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.

Vinícius de Moraes

Comment Form

dezembro 2017
D S T Q Q S S
« nov    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Hora certa

Estatísticas

  • Páginas exibidas :29260
  • Acessos únicos :11146
  • Acessos nas últimas 24 horas :33
  • Acessos únicos nas últimas 24 horas :2

Visitantes de hoje


------------------------------ criação sitio
------------------------------
FireStats icon Produzido pelo FireStats